A palavra ecoa a construção de Babel, o ruído das vozes dentro da torre. Por isso a comunicação é impossível, pois cada alma tem seu próprio idioma e está aprisionada num corpo transitório. Mas chegará o tempo em que falaremos em pensamento apenas o necessário; e todas as discussões serão inócuas; e todos os conflitos cessarão no silêncio do beijo nas bocas. (13/11/2016)